0

Fazer um aterramento elétrico é muito importante para escoar as cargas de fuga de um sistema. Aterramentos assim são requisitados nos mais diversos locais, por isso quanto mais se souber a respeito dele, maiores as chances de fechar bons serviços como eletricista.

No entanto, é essencial não só saber o que é esse serviço, mas também como fazê-lo, e o objetivo deste artigo é te mostrar o que é mais importante sobre aterramento.

Para isso, não deixe de acompanhar o texto até o final!

O que é aterramento elétrico?

Aterramento elétrico feito diretamente no chão com cabos de cor amarela e verde

O aterramento elétrico trata-se da ligação de um sistema ou de equipamentos elétricos ligados à terra, por meio do uso de um determinado componente condutor.

Isso é essencial porque permite que haja o escoamento das cargas de fuga de um sistema, evitando assim que as pessoas que estiverem manuseando a rede elétrica sejam atingidos por choques elétricos acidentais.

Esse tipo de ligação é considerada como uma das medidas de maior segurança para se trabalhar com eletricidade, garantindo o correto funcionamento de todas as instalações.

Existem diversos tipos de aterramento elétrico, que são:

  • Funcional: é aquele no qual a ligação é feita por meio de um condutor do sistema neutro
  • Temporário: é qualquer ligação elétrica que é efetivada por meio do uso da baixa impedância intencional diretamente à terra, tendo como intenção manter a equipotencilalidade de forma contínua por todo o período de intervenções feitas em instalações elétricas
  • Proteção: é aquela ligação feita à terra de massas ou de elementos condutores que sejam estranhos à instalação

Na prática, podemos citar também os seguintes esquemas de aterramentos elétricos:

  • Esquema TN:
Aterramento elétrico esquema TN
  • Esquema TT:
Aterramento elétrico esquema TT
  • Esquema IT:
Aterramento elétrico esquema IT

Para que serve o aterramento elétrico?

O aterramento elétrico, em termos gerais, possui alguns objetivos e é importante conhecê-los, pois explicam bem para que serve esse serviço.

São eles:

  • Permitem que todos os dispositivos ou aparelhos elétricos possam funcionar de forma adequada
  • Garante a integridade de todos os profissionais que atuam na área, além de proteger pessoas que usam os dispositivos elétricos e até mesmo ajuda na proteção dos animais
  • Efetua a descarga de eletricidade que é indesejada e está presente nas carcaças dos equipamentos elétricos

Contra o que ele protege?

Homem eletricista mexendo em uma instalação elétrica e olhando para o lado

No tópico anterior, ficou claro quais os objetivos que possui um aterramento elétrico, que é, basicamente, garantir que todas as pessoas (e até mesmo animais) que interagem com a eletricidade estejam protegidas.

Portanto, é possível dizer que esse tipo de ligação ajuda a proteger contra:

  • Choques, pois ele é responsável por absorver a eletricidade que se acumula nos aparelhos direcionando-a para a terra
  • Raios, servindo para a proteção tanto de pessoas quanto dos aparelhos elétricos devido a ocorrência dessas descargas
  • Contra sobrecargas ou picos de energia, evitando assim que seus aparelhos elétricos venham a queimar como ar condicionado, geladeira, disjuntor

O aterramento elétrico é extremamente importante ainda quanto à fuga de corrente, evitando assim problemas em relação à energia elétrica que chega da rede distribuidora e possíveis variações nas descargas de energia.

A fuga de energia trata-se de um problema bastante comum, sendo ela um fluxo de energia que é indesejada e que foge dos fios e dos condutores, devido a problemas de baixo isolamento.

Quando isso acontece, essa fuga pode vir a ocasionar acidentes que vão desde choques de pequena intensidade até aqueles mais graves, ou ainda mesmo um incêndio, quando um aparelho com diferença de potencial encosta em outro.

O problema da fuga de energia pode vir de problemas nos equipamentos elétricos, de fios desencapados ou mesmo com a própria instalação elétrica, por isso se faz tão importante o aterramento elétrico em um local.

Como o aterramento funciona?

Instalador elétrico fazendo revisão nas instalações e verificando se o aterramento elétrico está de acordo com o projeto elétrico

O aterramento elétrico, de acordo com as normas da ABNT, trata-se de colocar as instalações e os equipamentos elétricos em um mesmo potencial.

Isso faz com que a diferença existente de potencial entre o equipamento e a terra seja muito menor, o mais baixo possível.

Esse conector que fica ligado à terra possui um potencial que é igual a zero, e ele tem uma enorme diferença quando comparado com o conector neutro: o valor não altera pela presença de “sujeiras”.

Assim, não há o risco de haver as fugas de energia que permanecem nos aparelhos elétricos, sendo então elas todas eliminadas diretamente para a Terra.

O fio terra, responsável pelo aterramento elétrico, então ajuda as pessoas a protegerem-se contra qualquer tipo de vazamento e corrente elétrica.

Componentes do eletrodo de aterramento

Ele descarrega todas as massas e o excesso de energia elétrica diretamente em um metal que fica enterrado no chão.

A haste de cobre trata-se da peça mais importante do aterramento e que tem a função principal de escoar todas as cargas elétricas diretamente para o solo.

Ela é a mais utilizada porque oferece uma resistência que é muito baixa, sendo então indicada para essa situação.

Dicas para se fazer um bom aterramento elétrico

Aterramento feito com cabos de energia amarelos e verdes

Agora que você já conheceu, de forma geral, o que é o aterramento elétrico, é o momento de ver algumas dicas para fazê-lo da maneira correta e eficiente.

Veja a lista a seguir e saiba exatamente o que é preciso:

  1. Opte sempre pelas hastes de aterramento que tenham, no máximo, 2,5 metros porque elas ajudam a reduzir qualquer risco de que você atinja um duto subterrâneo ao instalá-las
  • As hastes são produzidas com aço e revestidas de cobre, possuindo de 1,5 metro até 4 metros, então faça uma análise no momento de escolher aquela mais adequada ao projeto no qual está trabalhando
  • Um aterramento ideal deverá ter um valor de resistência que seja abaixo de 5 ohms, quando em uma residência, mas no caso de indústrias, o valor pode ir até 10 ohms. Você deve inserir as hastes para que a resistência delas fique em, no máximo, 5 ohms
  • Você deve deixar a haste de cobre enterrada de modo que 10 centímetros dela fique para fora do solo
  • O próximo passo é fazer a conexão de um cabo à haste escolhida, levando esse cabo até o quadro central de energia
  • O cabo deverá ser ligado à barra de terra, distribuindo assim os fios, colocando um dos fios em cada um dos eletrodutos, então é preciso que cada um dos circuitos tenha o próprio fio terra que vai ser conectado às tomadas
  • No momento de pôr o fio terra, a bitola precisará sempre acompanhar diretamente a bitola que pertence ao fio fase (isso para todos os cabos que tenham uma bitola máxima de 16 mm2)
  • A bitola do fio terra poderá ter a metade da dimensão que tem a bitola do fio fase
  • As cores do seu fio terra devem sempre ser, por padrão, amarela, verde ou amarela e verde, facilitando a identificação
  1. Com o fio terra instalado, você deverá substituir todas as tomadas que têm dois pólos por aquelas de 3 polos, ligando assim o terceiro fio terra ao terceiro fio de cada tomada
  1. Você deverá instalar também um Dispositivo Diferencial Residual ou DR para garantir que o aterramento elétrico seja seguro e eficiente

Caso não tenha familiaridade em como fazer um bom aterramento elétrico, recomendamos acessar o artigo para escolher o melhor curso de eletricista para você se profissionalizar  e prestar um bom serviço na área.

Considerações finais

Como você viu, é muito importante que quem trabalha com a área de eletricidade conheça o que é o aterramento elétrico e saiba como fazê-lo.

Neste texto, você pôde conhecer tudo o que há sobre o tema, o que irá facilitar bastante o seu trabalho quando tiver que fazer um serviço desses.

Gostou do artigo de hoje sobre o que e como fazer aterramento elétrico? Me deixe saber nos comentários!

Flávio Babos
Estudante de Engenharia Mecatrônica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Flávio passa seu tempo empreendendo e estudando sobre eletrônica e tecnologia no geral. Já desenvolveu diversos projetos com Arduino e recentemente atuou na Empresa Júnior do seu curso gerenciando equipes de engenharia no setor de vendas e de projetos.

Módulo Relé 5V: Como Usar Com Arduino? [Guia Prático]

Previous article

Como Usar Com Arduino: Tutorial Módulo Bluetooth

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Elétrica