0

Conhecer o que é um projeto elétrico residencial é essencial para que se possa obter sucesso ao criar um para a construção ou a reforma de um ambiente.

Isso vai permitir que os pontos de iluminação e que as localizações de cada tomada estejam certas, garantindo também o funcionamento dos equipamentos conectados à energia elétrica.

Para você que quer saber tudo sobre a definição de um projeto elétrico e como criar um, não deixe de acompanhar esse texto até o final!

O que é um projeto elétrico residencial?

Eletricista apertando os parafusos de um painel QDC que possui diversos fios azuis de um projeto eletrico residencial

O projeto elétrico residencial trata-se da representação, gráfica e escrita, de todas as instalações elétricas que são necessárias em uma residência.

É esse projeto que irá ajudar no dimensionamento e na quantificação de toda a instalação elétrica da construção, determinando assim onde é que irão ficar todos os pontos de iluminação e todas as tomadas.

Além disso, o projeto ainda ajuda a determinar qual será o trajeto dos conduítes, o dimensionamento do projeto completo e ainda a divisão dos circuitos, considerando a necessidade de cada residência.

Importância de um projeto elétrico residencial

Profissional da eletrica com luvas e fazendo a instalacao de uma tomada na parede

Um projeto elétrico residencial é extremamente importante porque é ele que irá definir e detalhar onde ficarão localizados os pontos de iluminação e de tomadas de uma residência.

Isso vai evitar que haja um mau funcionamento na residência tanto quanto à iluminação quanto ao funcionamento dos aparelhos que precisam ser conectados diretamente à energia elétrica.

Um erro no momento de estipular onde serão colocados os pontos de tomada poderá ocasionar sérios transtornos na rotina diária dos moradores.

Então, considerando tudo isso, é muito importante que seja sempre muito bem realizado um projeto para fazer a distribuição das cargas elétricas de uma residência.

Tudo isso evita que futuramente haja mais gastos com a necessidade de fazer o redimensionamento das cargas, além de o projeto elétrico facilitar qualquer alteração e manutenção que necessitem serem feitas no sistema.

Quem pode fazer um projeto elétrico?

Homem finalizando a instalacao de um projeto eletrico através do aperto de parafusos de um QDC

É importante ressaltar que qualquer profissional da área que tenha um bom conhecimento técnico poderá fazer os cálculos para um projeto elétrico, além de criar layout, diagramas unifilares, desenhos e as tabelas necessárias.

Apesar disso, apenas engenheiros e técnicos que sejam registrados no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) é que poderão responsabilizar-se pelo projeto.

Assim, os engenheiros eletricistas residenciais e industriais deverão ficar responsáveis pelas instalações elétricas mais complexas e com uma maior potência.

Lembrando que para executar os serviços de instalações elétricas é importante que o profissional tenha em mãos as principais ferramentas para eletricista no momento da obra.

Enquanto isso, aquelas residências com menor potência poderão ser feitas por arquitetos e por engenheiros civis.

Mas apenas os engenheiros registrados no CREA é que poderão se responsabilizar tecnicamente pelo projeto elétrico de uma residência.

Quanto tempo leva para fazer um projeto elétrico?

Um questionamento muito comum a respeito do projeto elétrico é sobre quanto tempo leva para que seja possível fazê-lo.

O tempo médio para que seja possível fazer um projeto bem detalhado é entre 2 a 4 semanas, então é sempre preciso ter em mente o tempo que irá ser necessário para que ele fique pronto.

Como elaborar um projeto elétrico residencial?

Eletricista organizando ummonte de fios que estao saindo de uma parede branca simbolizando uma instalacao de um projeto elétrico

Você sabe como fazer a elaboração de um projeto elétrico residencial?

As primeiras coisas que você vai precisar são:

  • A planta baixa daquela residência a qual deverá mostrar todos os ambientes que possui
  • A definição de todas as cargas que vão ser ligadas à rede elétrica

Essa definição das cargas significa fazer a listagem das características totais de fase, de corrente e de potência que possui cada aparelho que vai ser ligado diretamente à rede elétrica da residência como disjuntor, IDR, dentre outros.

Existem aqueles equipamentos que fazem uso de mais energia e que necessitam de maior atenção, como é o caso de chuveiros elétricos, máquinas de lavar roupa e de ar condicionados, por exemplo.

No caso desses aparelhos, será necessário para eles colocar tomadas especiais, conhecidas como Tomadas de Uso Específico (ou TUE).

O passo seguinte é a escolha, com bastante cautela, de qual vai ser o posicionamento de cada carga, de cada tomada e de cada ponto de iluminação no projeto elétrico residencial, evitando assim problemas futuros.

A seguir, você vai ver mais sobre as etapas principais que um projeto desse tipo deverá ter!

Colocar os pontos de iluminação e tomadas

A próxima etapa de um projeto elétrico de sucesso é saber exatamente onde colocar os pontos de iluminação e de tomadas.

Há algumas exigências feitas por normas técnicas, como:

  • Ter no mínimo um ponto de luz fixo colocado no teto e que seja comandado por um interruptor simples ou interruptor inteligente, em cada um dos cômodos ou dependências da residência
  • Colocar dois pontos de tomadas sempre acima das pias e das bancas, e um ponto de tomada com um intervalo de 3,5 de perímetro, em locais como cozinhas, lavanderias ou áreas de serviço, por exemplo
  • Ter pelo menos um ponto de tomada na varanda, ou próximo ao acesso dela, caso não se coloque no ambiente
  • Colocar um ponto de tomada nos banheiros

Fazer a divisão dos circuitos

Definidas não só as cargas que irão existir em cada cômodo, mas também o posicionamento delas, a próxima etapa é a divisão dos circuitos para que a sua instalação seja otimizada.

Feita a divisão dos circuitos, é preciso então localizar onde o quadro de distribuição de energia vai ficar instalado, considerando toda a estrutura daquela residência.

Representação gráfica das tomadas, cabos e iluminação

A próxima etapa do projeto elétrico residencial é fazer a representação gráfica dos cabos existentes em cada circuito, sempre considerando as fiações e os eletrodutos.

Para fazer esse desenho gráfico é preciso usar a planta baixa da residência que esteja disponível, bem como as representações de cada ponto de iluminação e de tomada que estejam posicionadas nos cômodos.

Tudo isso vai servir para que seja feito um diagrama que possua o tratado dos circuitos, considerando cada um deles.

No momento de fazer a representação de cada circuito é preciso levar em consideração as características deles, ou seja, se são monofásicos, se são bifásicos ou se são trifásicos.

Garantia da segurança do projeto elétrico residencial

Feitos os dimensionamentos e a divisão dos circuitos, é preciso considerar então os dispositivos que ajudarão a manter o projeto em segurança.

Podem ser utilizados os disjuntores, que são as chaves presentes nos quadros de distribuição de energia elétrica.

Além disso, todo circuito terminal precisa contar, obrigatoriamente, com a proteção contra as sobrecorrentes, fazendo uso de dispositivos que possam seccionar todas as fases de maneira simultânea.

Portanto, deve-se dividir os circuitos que são monofásicos dos bifásicos ou trifásicos, pois cada um precisa de um disjuntor que seja específico.

Dimensionamento dos equipamentos

Por último, temos a etapa de dimensionamento dos equipamentos que serão necessários, considerando todas as instalações que precisam ser feitas.

Eles são:

  • Os cabos: é preciso dimensionar o comprimento e o número de bitolas bem como o aterramento elétrico do local
  • Os eletrodutos: considerando os comprimentos e os diâmetros deles

O que compõe um projeto elétrico residencial?

Eletricista residencial fazendo a leitura de tensão da rede eletrica de uma casa com as ponteiras do multimetro no painel QDC

É muito importante que você saiba exatamente quais são os equipamentos que compõem um projeto elétrico residencial.

Alguns deles já foram mostrados anteriormente aqui no texto, mas é preciso falar um pouco mais a respeito para entender exatamente como é essa composição completa.

Veja a seguir uma lista deles:

  • Tomadas
  • Quadro de distribuição de circuitos (QDC)
  • Dispositivos de proteção contra choques elétricos
  • Disjuntores
  • Plantas de distribuição
  • Diagramas trifilares
  • Cabos e condutores

Qual software usar para criar um projeto elétrico residencial?

Quando o assunto é criar um projeto elétrico residencial, nada mais comum do que as pessoas que são responsáveis por essa função terem dúvidas sobre a existência de softwares que poderão ajudar nesse trabalho.

Existem 3 softwares principais que ajudam muito qualquer profissional a criar um bom projeto, que são:

  • WOCA: trata-se de um plataforma web para criação de projetos elétricos, possuindo uma interface que é bastante simples e intuitiva, além de funções de automação das etapas da criação de um projeto, de forma que seja possível reduzir a sua carga de trabalho
  • AUTOCAD: é uma ferramenta bastante famosa usada na criação desses projetos residenciais, sendo a mais popular do mercado, sem nenhuma dúvida. A criação dos componentes do projeto é muito simples, permitindo assim que você coloque mais tempo na produção do desenho
  • Qi Elétrico: é um outro software pago bastante famoso no mercado, servindo para elaborar os projetos de instalações elétricas residenciais de baixa tensão, possuindo comandos que ajudam a definir de forma automática as tomadas, a fiação, os condutos e os cálculos iluminotécnicos

Seja qual for a opção que você escolher, o fato é que ter um software para lhe auxiliar na criação dos projetos elétricos irá fazer toda a diferença no resultado obtido.

Considerações finais

Como você viu, o projeto elétrico é muito importante para qualquer residência e nada mais essencial do que quem irá criá-lo saber como fazer com sucesso.

Neste texto, você pôde ver não só a definição do que é esse tipo de projeto, mas também como é possível criar um, sendo possível usar softwares para facilitar o seu trabalho.

Gostou do artigo de hoje sobre projetos elétricos de sucesso e como criá-los? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Flávio Babos
Estudante de Engenharia Mecatrônica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Flávio passa seu tempo empreendendo e estudando sobre eletrônica e tecnologia no geral. Já desenvolveu diversos projetos com Arduino e recentemente atuou na Empresa Júnior do seu curso gerenciando equipes de engenharia no setor de vendas e de projetos.

Guia dos 7 Passos Para Fazer Manutenção de Ar Condicionado

Previous article

Diodo Retificador: Definição, Aplicação e Principais Tipos

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Elétrica